Blitz News
Notícias
Notícia
Frente fria chega hoje

Frente fria chega hoje e pode acabar com estiagem de 32 dias

Data: 26/06/2019 Fonte: www.correiodoestado.com.br

Previsão é de pancadas de chuva em pontos isolados do Estado, no fim da tarde e decorrer da noite

Nesta terça-feira, ventos fortes levantaram a terra seca e provocaram tempestade de areia em vários pontos da cidades - Valdenir Rezende / Correio do Estado

As previsões da meteorologia acertaram e a longa estiagem, de 32 dias, foi abreviada logo na manhã desta quarta-feira (26).

No período de seca prolongada, o morador de Campo Grande testemunhou pequenos vendavais de areia na zona urbana, e quem tem problemas respiratórios, sentiu no corpo todos os dias sem chuva na capital do Estado. Mas acabou o terror.

A previsão de chuva para esta quarta-feira é do meteorologista Natálio Abraão OFilho e também dos principais institutos brasileiros dedicados ao estudo do tempo: O Nacional de Meteorologia (Inmet) e o Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). 

Conforme Natálio Abrão Filho, o último dia com chuva em Campo Grande, foi 24 de maio. A precipitação naquele dia, porém, foi inferior a 5 milímetros, e não é considerada por alguns institutos, como o Inmet. Para o órgão ligado ao ministério da Agricultura, porém, a última chuva significativa ocorreu no dia 1º de maio: 26 milímetros de volume. 

“O Inmet leva em consideração os critérios ligados a agricultura, que são precipitações superiores a 5 milímetros”, informou Abrãão Filho. O meteorologista alerta para o morador de Campo Grande, não se empolgar muito com a previsão de chuva para esta quarta-feira: “se chover mais que 5 milímetros, será muito”, afirmou. 

Sobre a previsão de chuva para hoje, os meteorologistas do Inpe calculam as probabilidades de ela se concretizar em 5%. A justificativa é porque devido ao tempo excessivamente seco a precipitação poderá não ocorrer, o que não impedirá o céu de ficar encoberto e a qualidade do ar, melhorar. 

Apesar de já estarmos no inverno desde a semana passada, não será nesta semana que as temperaturas cairão. Até quinta-feira, a temperatura mínima na Capital será de 17ºC. O que deve ocorrer é uma redução do forte calor: a máxima nesta quarta-feira será de 24ºC. Os primeiros dias de frio estão previstos para julho. “Por enquanto, o que está se aproximando do Estado é uma massa fria, depois, na próxima semana, virá a massa polar”, afirmou Abraão Filho. Para o próximo dia 4, por exemplo, o Inmet já prevê mínima de 14ºC para a Capital.

RÁPIDA 

Conforme o Inmet, a frente fria deve passar rapidamente pelo estado e afastar-se para o oceno, mantendo o dia nublado principalmente no centro-sul e sudeste Nas demais áreas o sol aparece entre poucas nuvens.

A massa de ar deve passar pelo estado e provoca queda nas temperaturas hoje, mas elas voltam a aumentar à partir da amanhã, quando a baixa umidade e pouca nebulosidade favorecem o aquecimento diurno. Na sexta-feira e no sábado, dia de sol com poucas nuvens. A umidade volta a baixar a valores inferiores a 25%.

CHUVA

Pelo Estado, a chuva matinal trouxe junto o frio. Em Ponta Porã, por exemplo, os termômetros registram 9 graus, coms ensação térmica de apenas cinco. Situação semelhante a de Sete Quedas (9,2 graus, sensação de 6), Dourados (frio de 13 graus, sensação de 11), Porto Murtinho (11,3 graus, sensação de 8) e Corumbá (12 graus,s ensação de 7). Na Cidade Branca, o agravante dos ventos estarema tingindo até 45 km/h.

Publicidade