Blitz News
Notícias
Notícia
Dunkin Donuts muda nome para brigar com Starbucks

Dunkin? Donuts muda de nome para brigar com a Starbucks

Data: 01/10/2018 Fonte: Exame

Os doughnuts estão saindo da Dunkin’ Donuts, pelo menos no nome. A empresa americana está trocando sua marca para apenas Dunkin’, para competir em novos mercados, especialmente contra a Starbucks no ramo do café. A companhia afirmou, em comunicado, que muitos consumidores já se referiam à ela apenas pelo primeiro nome e que quer ter esse tipo de “intimidade” com os clientes. Ela própria já usava o nome reduzido em algumas de suas propagandas. A alteração nas lojas e na comunicação ocorrerá efetivamente a partir de janeiro de 2019.

O anúncio, feito nesta semana, muda o nome que foi criado há quase 70 anos. A companhia foi a responsável inclusive por alterar a grafia do doce, de doughut para donut, e vende mais de 2,9 bilhões de docinhos em suas 12.600 lojas em todo o mundo por ano. Desde o anúncio, as ações estão subindo, mas não apenas por conta da nova marca. Apesar da grande diferença no nome, a maior transformação está na forma como a empresa quer se posicionar no mercado.

Esta não é uma mudança por causa da mudança. Nossa nova marca é um sinal claro de que há algo de novo na Dunkin. ”Ela diz que somos uma marca dinâmica e em movimento, mas que ainda presta homenagem à nossa grande herança”, disse o presidente à Forbes. Mais do que sobremesas açucaradas, a empresa quer ser conhecida pelas suas bebidas e pedidos para viagem. Com essa estratégia, ela passa a concorrer mais diretamente com a maior rede de cafeterias do mundo, a Starbucks.

A experiência do usuário deverá ser modernizada, afirma a companhia. “De nossos restaurantes de última geração, a nossa inovação no cardápio, pedidos on-the-go e ofertas de valor, todos entregues na velocidade da Dunkin’, estamos trabalhando para oferecer a nossos consumidores ótimas bebidas, comida deliciosa e conveniência inigualável”, disse David Hoffmann, presidente global da Dunkin’ Brands, em comunicado.

As novas bebidas, como Cold Brew Coffee, Nitro Coffee e Iced Tea nos Estados Unidos, passam a ter mais destaque no menu, assim como as “Donut Fries”, pedaços de massa doce fritos. Para deixar o atendimento ainda mais rápido, que é uma das prioridades da empresa, ela irá fortalecer os pedidos por smartphones, com áreas específicas para a retirada dentro das lojas.

A Starbucks não é uma concorrente fácil. Em agosto deste ano, firmou um acordo de licenciamento de 7,15 bilhões de dólares com a Nestlé para que a gigante suíça de alimentos comercialize os cafés e chás embalados da fabricante norte-americana em todo o mundo. Também fechou uma parceria com a gigante chinesa Alibaba, para entregar café na China e revigorar as vendas no país. Se a nova Dunkin’ quiser bater de frente com a Starbucks, vai ter que tomar muito café.

Publicidade