Blitz News
Notícias
Entretenimento
Nike lança tênis que se amarra sozinho

Nike lança tênis que se amarra sozinho

Data: 24/05/2018

Marty McFly ficaria orgulhoso: a ficção se tornou realidade. É que nesta quinta-feira (24) começa a ser vendido no Brasil o HyperAdapt 1.0, tênis que se amarra sozinho e que foi inspirado no filme "De volta para o futuro 2" (1989).

O preço de cada par é bem alto: R$ 3,5 mil. Mas lá fora a situação também não é fácil: US$ 720. 

Esse é o primeiro modelo da Nike que executa essa proeza mágica e é vendido para o público em geral. Antes dele, a fabricante lançou em 2016 uma réplica totalmente funcional do Mag, o pisante de McFly no cinema. As vendas, no entanto, foram apenas por leilão. Os recursos foram destinados para a fundação de Michael J. Fox para pesquisas sobre o Mal de Parkinson. O ator foi diagnosticado com a doença em 1990.

A tecnologia por trás do HyperAdapt 1.0 está em desenvolvimento há mais de 10 anos e foi imaginada primeiro por Tinker Hatfield, principal designer de tênis da Nike e criador de vários modelos da linha de Michael Jordan, a partir da ideia de que um calçado moderno precisa se adaptar às nossas atividades e ao formato dos nossos pés.

 

Funciona assim:

· O HyperAdapt 1.0 tem um sensor no calcanhar que reconhece pressão, ou seja, o momento em que é calçado e a pessoa se levanta

· Esse sensor aciona o motor do tênis, instalado debaixo da palmilha, que por sua vez é conectado a seis cabos que a Nike chama de "flywire"

· O motor então traciona esses cabos, que passam por dentro da lateral do tênis, até eles ajustarem o cabedal confortavelmente em torno do pé

De acordo com Paulo Guimarães, especialista de produtos da Nike, a ideia é que o usuário personalize o HyperAdapt 1.0 para que ele se lembre do formato do seu pé.

 

A Nike enxerga no modelo uma porta de entrada para levar a tecnologia de auto amarração em breve até os esportes. Mais especificamente, para as quadras de basquete.

Durante o desenvolvimento do tênis, o trio percebeu como a E.A.R.L. pode ser a solução para lesões e pés deformados devido ao uso de tênis muito apertados. 

"Os jogadores de basquete têm bastante tempo de partida, mas também passam muito tempo parados. Então imagine se, enquanto o atleta espera o companheiro cobrar um lance livre, ou durante uma parada técnica, o sapato percebe isso e se desamarra para não causar tanta pressão no pé?", conta Paulo Guimarães.

Galeria de Fotos

Publicidade