Blitz News
Notícias
Notícia
Professora de Educação Infantil ofende alunos

Professora de Educação Infantil chama gordos de feio e causa ira no Facebook

Data: 07/06/2017 Fonte: CG News

Professora

Se a intenção era criar polêmica, a professora Daniele Santana Gomes conseguiu uma daquelas. Nas redes sociais, ela provocou a ira de muita gente ao chamar pessoas obesas de feias e afirmar que se o padrão de beleza fosse esse, a humanidade estaria extinta.

A postagem abriu uma polêmica com dezenas de comentários sobre os limites entre opinião e preconceito. Chocou por atingir pessoas que vivem de forma saudável com quilos que rompem padrões estéticos e também gente que luta contra a obesidade severa. As criticas ficaram ainda mais contundentes porque Daniele é professora da Educação Infantil.

Em sua página pessoal, a jovem de 23 anos aparece também como coach do bem-estar e distribuidora independente na empresa Herbalife. Ela exibe fotos de treinos e do que julga ser o corpo perfeito. Defende a magreza e condena alimentos, como refrigerantes.

Nesta semana, a professora de Artes publicou que não precisava agradar ninguém e disparou sua opinião sobre a obesidade. “Gente é isso mesmo. Minha intenção não é agradar, é incomodar. Ser gorda não é saudável, não é bonito e pronto”, afirma.

Ao longo da postagem, vai contra o discurso de respeito à diversidade e inclusão. “As pessoas brincam demais com essa questão, justificada pela dita inclusão. Adianta incluir pra depois morrer de uma doença causada pela boca? E já dizia Hipócrates, que todas elas começam pela boca. Vou continuar batendo de frente e polemizando, porque se padrão de beleza fosse obesidade não existiria mais civilização”, acredita.

Mas a maioria não achou graça do tom de Daniele, que jura ter falado sobre vida saudável. Pelo menos no Facebook as reações foram as piores. "Cuide mesmo do corpo guria, porque seu espírito, pelo jeito...", disse um dos seguidores.  Em outro comentário, uma internauta se preocupa: "Até concordo com você, porém hoje convivendo com tantos casos de bullying e a mídia impondo seu padrão em novelas de que bonito é ser magro, é preocupante expor isso, principalmente, em redes sociais", pondera.

Procurada pelo Lado B, Daniele disse que não foi politicamente incorreta ao pegar no pé das pessoas gordas e se baseou em postagens da internet. "É muito simples, não existe peso a mais com vida saudável. É só você entrar no Google e ver isso. Sobrepeso não é considerado saúde", afirmou. 

Daniele ainda acredita que a publicação não reforça o preconceito, mas se contradiz dizendo que as pessoas têm que se aceitar. "Não reforça o preconceito, o bullying só atinge pessoas que tem problemas com elas próprias. Isso é uma dificuldade de autoaceitação", disse.

Ela ainda afirma que a postagem foi uma "ironia", só para provocar quem está acima do peso. "Se a pessoa está bem com ela, ela não vai nem comentar a postagem. Mas eu queria ali ser um dispositivo de autoavaliação. Até porque, dificilmente você vai ver um atleta que não está acima do peso, passando por problemas de saúde", acredita.

Apesar dos xingamentos no Facebook, ele não se arrepende e diz que vai manter o perfil aberto para continuar a provocação. "Funcionou tanto, que tem um monte de gente pedindo ajuda para perder peso", garante.

Galeria de Fotos

Publicação
Publicidade
Publicidade