Blitz News
Notícias
Esporte
Fifa aceita recurso e revoga gancho de Messi

Fifa aceita recurso da Argentina e revoga gancho de quatro jogos a Messi

Data: 05/05/2017 Fonte: Globoesporte

Ainda lutando por vaga na Copa do Mundo de 2018, a seleção argentina recebeu uma grande notícia nesta sexta-feira. A Fifa anunciou que o seu Comitê de Apelação decidiu aceitar o recurso da Associação de Futebol da Argentina (AFA) contra a suspensão de quatro jogos imposta a Messi por ofensas ao auxiliar brasileiro Emerson de Carvalho. Desta forma, a punição está revogada, e o astro está liberado para defender o time nacional na reta final das eliminatórias da América do Sul.

- O Comitê de Apelação da Fifa considerou reprovável a conduta do jogador Lionel Messi no dito incidente, mas determinou que as provas disponíveis não eram suficientes para demonstrar, segundo as normas adequadas - ou seja, de maneira completamente satisfatória - a aplicação do artigo 77 do código, que permite à Comissão Disciplinar sancionar faltas graves que não tenham sido advertidas pelo árbitro oficial do jogo - diz o comunicado divulgado pela Fifa.

A decisão foi tomada depois de uma audiência em Zurique, no dia 4 de maio, na qual o Comitê de Apelação já havia recusado a decisão do Comitê Disciplinar, que impôs gancho de quatro partidas a Messi, que foi acusado de infringir o artigo 57 do código disciplinar da Fifa ao xingar Emerson de Carvalho durante e no fim da vitória argentina sobre o Chile, por 1 a 0. Na ocasião, o camisa 10 foi flagrado pelas câmeras de TV xingando o bandeirinha com a expressão "La concha de tu madre" - muito usada pelos argentinos - após a marcação de uma falta. Depois do apito final, Messi voltou a ofender o brasileiro e o ignorou ao cumprimentar o trio de arbitragem.

Os xingamentos não foram relatados pelo árbitro Sandro Meira Ricci na súmula oficial da partida. Entretanto, o Comitê Disciplinar utilizou as imagens - que repercutiram em todo o planeta - para impor a punição dias depois, horas antes do confronto contra a Bolívia, no qual a Argentina saiu derrotada por 2 a 0. A AFA, então, iniciou o processo para tentar suspender a punição dada a seu grande astro, que só poderia retornar ao time na rodada final das eliminatórias.

Publicidade
Publicidade